Procrastinação nos estudos: como combater esse mau hábito?

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Você senta para estudar. Mas aí vai ali responder “rapidinho” um whatsapp. Só que a mensagem te leva pro Instagram. E, quando vê, pronto: procrastinação nos estudos.

Family Time Reaction GIF by Lifetime

Quem nunca passou por essa que atire a primeira pedra (ou caneta).

Mas, calma! Esse post vai trazer uma luz pra esse desafio.

Acompanha só até o final 👇

Afinal, de onde vem a procrastinação?

Antes de tudo, vamos investigar rapidamente a procrastinação. O que é, de onde vem, do que se alimenta?

A procrastinação nada mais é do que o ato de adiar tarefas até o último momento. É o clássico “enrolar até onde der”. 

De antemão, já podemos afirmar que a sua origem tem a ver com a própria natureza procrastinadora do cérebro. 

Isso ocorre porque nossa mente tende a se inclinar para recompensas mais imediatas.

Ou seja: é como se o lado racional “brigasse” com o lado emocional, que quer tudo pra ontem.

Mas, antes que você desanime de continuar esse texto pensando “ah, então não tem jeito essa procrastinação nos estudos”… calma que tem jeito, sim!

Agora, chegamos à última pergunta: do que se alimenta a procrastinação?

É essa questão que vai te ajudar a domar esse impulso de deixar pra amanhã o que você pode fazer hoje.

Vamos ver como mais abaixo?

Reconhecendo os “inimigos”

Stank Face Snoop Dogg GIF by BrownSugarApp

Primeiramente, para combater a procrastinação nos estudos é fundamental identificar onde há o conflito que te impede de focar. 

Para isso, pergunte-se questões como as seguintes:

“Em qual situação me distraio mais?”

“Quais são os estímulos para essa distração?”

“Qual pensamento me deixa à vontade para procrastinar?”

Fazendo essa leitura de si mesmo (a), vai ficar mais fácil saber onde “atacar” para cortar o problema pela raiz.

Constância e consistência,  a dupla preciosa

Mais vale fazer um pouquinho todo dia do que tentar fazer um montão em um só dia.

Essa frase, com cara de ditado, revela alguns dos segredos para vencer a procrastinação: constância e consistência. 

Portanto, fique de olho nesses “2 Cs”.

Primordialmente, é preciso enxergar na sua rotina uma forma de priorizá-los.

Às vezes, tudo o que precisamos para progredir em algo é apenas a consistência.

Internet como aliada, e não como inimiga

Spongebob Squarepants Internet GIF

Todos sabemos que a internet é um mar de distrações. Logo, território perfeito para a procrastinação.

Mas ela não é de todo inimiga nesse sentido, viu? Tudo depende da forma como você a utiliza, é claro.

Por isso, que tal usar a internet a favor dos estudos?

Há vários aplicativos e ferramentas digitais que bloqueiem as principais distrações.

E a utilidade mais clássica, nesse sentido, é desativar as notificações das redes sociais enquanto você está estudando.

Pode confiar: esse pequeno grande passo vai evitar muita procrastinação pela frente.

Descansar x procrastinar

Muita gente ainda confunde descansar com procrastinar.

Em primeiro lugar, devemos ter isso claro em mente: não, as duas coisas não são sinônimos. Vamos entender a diferença?

Descansar é um ato indispensável para que você consiga dar conta da rotina.

Já procrastinar é o ato de fazer tudo, menos aquilo que você se propôs a fazer. 

O descanso é aquele que rola por 10, 15 minutinhos.

Já a procrastinação é aquela que te deixa inerte por 1, 2, 3 horas. Percebeu só a mega diferença?

Então, aqui vão 3 dicas de atividades offline que te ajudam a descansar:

  • Brincar com o Pet

Fala sério, essa aí você sente a paz na hora. Pausar 10 minutos pra brincar com o seu bichinho, além de melhorar seu humor, também te dá um descanso da tensão do dia a dia;

  • Café/chá da tarde

Reservar pelo menos 20 minutos do seu dia para um cafézinho ou chá da tarde é outro hábito descompressor que te ajudar a manter o ritmo. Acalma a mente e estimula o foco;

  • Ouvir músicas relaxantes

Você provavelmente já ouviu falar em música Lo-fi, a nova queridinha quando o assunto é concentração. 

A batida, calma e previsível, ajuda a acalmar a mente e torna os estudos mais tranquilos. 

Não apenas Lo-fi, mas outros tipos de música, como a clássica, têm esse poder de suavizar a tensão e relaxar o cérebro. 

Por isso, fizemos esta playlist no Spotify super recomendada para quem tá precisando focar para provas importantes, como o Enem. Aproveite!

A importância das metas

Um bom cronograma de estudos pode te ajudar bastante nessa. 

Portanto, crie sua rotina com base nas matérias prioritárias de estudos e defina metas diárias. Exemplo: estudar história do Brasil por 1h, todos os dias. 

Mas, antes de mais nada, é importante você saber seu ritmo.

Não adianta colocar como meta estudar 4 horas direto pra uma disciplina se você não consegue 90% das vezes.

Como foi dito anteriormente, a consistência é o segredo.

Então, melhor você ser realista e começar aos pouquinhos, com 40 minutos que seja, do que ir com muita sede ao pote e se frustrar. E, mais uma vez, se levar à procrastinação nos estudos.

Nesse sentido, o segredo é apostar em um planejamento que te dê senso de progresso.

Assim, você vai manter sua motivação e combater melhor a procrastinação.

O impacto das auto-recompensas

self love GIF by Mod Sun

Sabe quando falamos ali em cima que o cérebro ama recompensas imediatas? Então, você também pode usar isso a seu favor.

A cada pequena cumprida, se dê um “mimo”: aquela comidinha gostosa, um cochilo, um tempo a mais fazendo o que você ama.

Esse ciclo de ação e recompensa vai te ajudar muito a fazer hoje aquele planejado.

O cuidado do corpo e da mente

Chill Reaction GIF by MOST EXPENSIVEST

Eu sei que você já ouviu falar disso e pode até parecer um clichê, mas na verdade é ciência mesmo. 

Exercícios físicos, atividades relaxantes e uma boa noite de sono são um trio poderoso do foco.

Basta pensar em CEOs e grandes executivos. Já percebeu que a maioria tem uma rotina de exercício, por exemplo?

Isso não é à toa.

As atividades físicas são um poderoso ansiolítico que ajudar a liberar os hormônios do estresse e oxigenar mais o cérebro para pensar com mais clareza.

E as práticas mais relaxantes como meditação e yoga, por exemplo, acalmam a mente agitada resgatando o foco. Por falar em yoga, que tal uma prática relaxante? 🧘🏽

No Passei Direto, você encontra esta aula e várias outras para adotar essa atividade no dia a dia.

Quer mais dicas para combater a procrastinação? Clique aqui e ouça o nosso podcast “Como vencer a procrastinação” 😉

Ericka Kellner

Ericka Kellner

Redatora na Passei Direto

Comentários

Deixe uma resposta