Bom estudo: as 7 técnicas que talvez você não conheça

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Todo estudante quer ter um bom estudo, certo? E, para isso, existem milhares de técnicas. 

Mas algumas delas podem ser pouco conhecidas. Separamos 7 para você ficar de olho também. Vem ver só!

1. Fazer testes 

Provas e testes geralmente não são as atividades preferidas dos estudantes. Mas sabia que isso te ajuda (e muito!) a consolidar seu aprendizado?

Um estudo norte-americano comprovou que isso vale até mesmo para assuntos que você ainda nem estudou, pois testes auxiliam na memorização de uma matéria. 

E, mais importante. Esse estudo reforçou que, mesmo errando nas respostas, isso é benéfico.

Sabe o ditado “é errando que se aprende”? Então, a explicação vem daí.

Quando erramos, nosso cérebro fica mais atento. E, com isso, absorvemos melhor o que não foi tão bem absorvido.

Portanto, faça exercícios e provas antes mesmo de estudar mais profundamente uma matéria. 

Como resultado, esse desafio vai deixar sua mente mais receptiva ao conteúdo.

2. Organizar o raciocínio com Post-its

A princípio, isso pode parecer mero detalhe para alguns. Porém, para outros, pode ser uma grande estratégia para aprovação no vestibular. 

O estudante Gabriel Mattucci, aprovado em 1º lugar para Medicina na USP, fez uso intenso dos post-its durante seus estudos.

Sua principal sacada foi resumir, nesses papeizinhos, o que tinha aprendido.

Dessa forma, ele fixou os conteúdos através de exercícios e revisou só os pontos principais.

Outra forma excelente de usar os post-its é colocando esses papéis na parede ou entre as folhas do caderno.

Desse jeito, você vê mais rápido o que há de mais relevante na disciplina.

Isso, somado às cores, ajuda a memorizar o conteúdo.

Então, use e abuse dos post-its durante seus estudos.

3. Realizar pausas durante o estudo

Primeiramente, vale reforçar.

Muito mais do que o simples ato de relaxar, fazer pausas durante o estudo vai de encontro ao modo como o nosso cérebro funciona.

Ele trabalha com dois jeitos diferentes, porém complementares: o modo focado e o modo difuso. 

O modo focado acontece quando estamos concentrados realizando uma prova, por exemplo.

Já o modo difuso, quando estamos fazendo algo que nos relaxa.

E ambos são fundamentais para que o aprendizado ocorra, já que o cérebro precisa alternar entre modo focado e difuso para processar as informações.

Por isso, é recomendado fazer pausas de até 15 minutos após 40 minutos de estudo.

E, é, claro, lembrar que esse tempo varia de pessoa para pessoa. 

Há quem consiga estudar por até 1 hora sem parar.

Já outras pessoas precisam de uma pausa de 10 minutos após 40 minutos de estudo.

Por isso, busque conhecer seu ritmo. Teste essas pausas para ver o que mais funciona para você. 

Assim, estará permitindo que o aprendizado ocorra de forma mais leve e efetiva.

Uma boa dica nesse sentido é usar a técnica Pomodoro, que otimiza o foco.

Ela também prevê uma pausa de, pelo menos, 5 minutinhos entre as tarefas.

Então, vamos testar?

4. Ter uma boa noite de sono

Que uma boa noite de sono melhora a qualidade do nosso dia nós já sabemos. Mas você sabe qual é o impacto do sono em seu aprendizado?

Uma boa noite de sono ajuda em nossa concentração, em nosso humor e em nossa própria capacidade cognitiva. 

Estudos já apontaram que as pessoas que dormem pelo menos 8 horas por dia conseguem realizar atividades com mais agilidade em comparação às que dormem pouco.

Então, aí vão algumas dicas para conseguir uma boa noite de sono:

  • Procure definir um horário para ir pra cama;
  • Evite mexer no celular ou assistir à televisão 1 hora antes de dormir;
  • Diminua a iluminação do seu quarto à noite;
  • Evite o consumo de alimentos gordurosos e estimulantes (como o café);
  • Faça atividades físicas;
  • Experimente meditar;
  • Antes de dormir, tome um banho quente para relaxar.

Importante: caso siga com dificuldades para dormir bem, consulte um médico ou psicólogo, ok? Assim, você terá orientações mais específicas para solucionar essa questão 😉

5. Resumir o conteúdo visto

Quantas vezes você leu uma página inteira e, ao final, não conseguiu dizer o que entendeu? 

Isso é mais comum do que parece. É por isso que resumir o conteúdo visto é uma excelente estratégia para checar se ele foi devidamente absorvido.

E esse resumo pode ser tanto escrito quanto falado. 

No caso do resumo escrito, uma boa é compartilhá-lo no Passei Direto.

Assim, vários estudantes podem ver e até comentar o assunto, te ajudando a fixar o aprendido.

No caso do resumo falado, uma boa técnica é pensar como você explicaria o conteúdo a uma criança de 5 anos. 

Além disso, vale refletir sobre a matéria fazendo perguntas sobre a disciplina.

Isso tudo vai te ajudar a ter clareza sobre o que acabou de ser visto.

E, claro, vai favorecer a compreensão e memorização da matéria.

Então, resumo neles 💪

6. Variar o local de estudo

A rotina é parte importante de um bom estudo.

Mas variar essa rotina, ainda que um pouco, também pode ser um aliado do aprendizado.

Por isso, mudar o ambiente de estudo é uma técnica interessante. 

Alguns estudiosos, inclusive, já apontaram que isso pode aumentar o nível de retenção de informações.

Estudar ao ar livre de vez de vez em quando, principalmente em meio à natureza, é uma boa sugestão também.

Portanto, lembre-se: variar o local de estudo faz bem.

7. Ligar conceitos a músicas

Sabe aquela música chiclete, que não sai da sua cabeça? E se ela trouxesse algo que você está estudando? Seria bem útil, né?

Basta lembrar daquele professor de química que explicava a matéria através de músicas. Isso certamente facilitou a compreensão do conteúdo!

A musicalidade traz descontração ao ato de estudar e facilita a memorização. 

É por isso que associar conceitos a músicas é uma ótima sacada. Então, tente fazer isso ao estudar!

Além de se divertir, você também pratica uma técnica de um bom estudo.

E você, quais técnicas de estudo incomuns usa no dia a dia? Compartilhe aqui embaixo com a gente!

Ericka Kellner

Ericka Kellner

Redatora na Passei Direto

Comentários

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta